Loading...

E "prontos"!

Fiz birra e também criei um blog.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Olá Mãe

Hoje faz quatro anos que saíste para sempre da minha vida (ainda me faz impressão dizer simplesmente que hoje faz quatro anos que morreste).
Não vou repetir o que tenho escrito de há quatro anos para cá - que foste uma grande mulher e uma grande mãe e blá blá blá.
Vou simplesmente dizer-te olá, dizer-te que os anos não atenuam a saudade de te sentir fisicamente, os teus abraços as tuas mãos os teus beijos a tua voz calma e serena com que me falavas quando eu chorava no teu ombro.
Quero só dizer-te olá, porque este ano senti-te finalmente dentro de mim, já arrumei a casa e reservei-te um quarto dentro de mim, por enquanto é só teu, porque ainda não consegui lá pôr o pai, porque ainda nem 2 anos passaram e porque o seu suicídio me deixou terrivelmente zangada. Só há pouco tempo deixei de me sentir zangada e passei a sentir a dor de não o ter também comigo.
Neste ano que tem sido particularmente difícil para mim, tenho adormecido a pensar em ti e vou ao quarto onde moras dentro de mim e choro no teu ombro. Quando acordo quase sinto o teu abraço e as tuas mãos a fazer festas de consolo.
Amo-te muito Mãe!

Sem comentários: