Loading...

E "prontos"!

Fiz birra e também criei um blog.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

A Bruna

A Bruna é professora, e provavelmente gosta da sua profissão.
Mas, como muitas outras pessoas, pensa (digo eu) que a vida é muito mais do que o seu próprio trabalho.
E vai daí, olhou-se ao espelho e gostou do que viu e pensou "Se tenho um corpo bonito, se até acho que as produções da Playboy não têm nada de errado e já vi nas suas páginas algumas mulheres bem mais feias do que eu porque não tentar a minha sorte e, ainda por cima, ganhar algum dinheiro. Afinal que mal tem a nudez?
E vai daí a Bruna tentou a sua sorte e posou para a Playboy.
Foi o escândalo total em Mirandela (agora não tenho a certeza se a terra da Bruna é esta mas penso que sim). Que ousadia! Que pouca vergonha? Qualquer dia despe-se a dar aulas aos nossos meninos, assim numa versão do "Nuticias" (lembram-se do boletim metereológico apresentado por meninas que se despiam) as "NúAulas".
E vai daí a Câmara Municipal lá do Burgo resolveu suspendê-la e remetê-la, enquanto o caso não se resolve, para o arquivo, bem escondidinha.
Até a pensarem na pobre rapariga que não se ia sentir bem com todos os Colegas funcionários e - horror dos horrores - alunos e pais dos mesmos.
Eu tenho para mim que essa seria uma decisão da Bruna - aguentar ou não com os olhares reprovadores e maledicências.
Também tenho para mim que a Playboy não é própriamente uma revista infanto-juvenil e se chega às mãos dos petizes é com certeza pelas mãos de um adulto.
Também sei que as crianças são curiosas por natureza mas, a sua curiosidade é exarcebada quando ouvem os pais a cochicharem e a falarem em surdina sobre a desavergonhada da Stôra"
Eu acho este assunto uma tremenda estupidez.
O facto da Bruna se despir para uma revista não significa que não tenha valores morais ou estarei enganada? Fez fotos pornográficas? Não, eróticas sim, mas pornográficas não.
E o erotismo não faz parte de todos nós?
E estas fotos tiram-lhe competência profissional como professora?

É por estas e outras que eu baptizei este blog como "As várias vidas da Tita" - a Tita que é alguém que eu conheço como ninguém tem várias vidas, ou melhor várias vivências paralelas mas já perdeu a inocência e aprendeu que, para sobreviver nesta selva há que ser um pouco cínica, um pouco hipócrita, e não misturar nem divulgar muito estas vivências.

Sem comentários: